Cultivo de cogumelos em troncos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cultivo de cogumelos em troncos

Mensagem por José Lopes em Qui Set 06, 2012 5:49 pm

Em Troncos de árvores: O cultivo do Shiitake é tradicionalmente feito em carvalho e castanheiras principalmente no Japão. Mas podemos cultivar em muitos tipos de árvores evitando as que sejam resinosas. O Eucaliptos, por ter troncos retos e ser de fácil manejo, é uma árvore usada para o reflorestamento, e por isso, existe em grande quantidade e com preços mais acessíveis do que castanheiras e carvalhos.

Corte das Árvores: deve ser cortada e separada em toros de 1 metro de comprimento com diâmetros entre 10 e 25 cm, tendo o máximo cuidado em não danificar a casca, pois neste cultivo desempenha importante função. Após o corte deixe repousar a sombra por no mínimo 3 dias e no máximo 10 dias para eliminar o excesso de humidade. O ideal é que a madeira esteja com 40 a 50 % de humidade.

Preparação para inoculação: os toros devem receber furos de compativeis com as cavilhas a inocular. O espaçamento entre os furos no sentido longitudinal é de 100 mm, e lateralmente, no sentido do perímetro do cilindro do toro entre uma linha e outra a distancia é de 80 mm, sendo os furos intercalados entre os furos com o da linha anterior. Aumentar as quantidades de furos nas regiões onde foram cortados os galhos, pois essas lesões podem acarretar contaminações, caso o micélio do Shiitake não colonize rapidamente.

Inoculação: é feita com o micélio multiplicado em serragem ou em cavilhas, dependendo do tipo de procução. Esse micélio é obtido por processos laboratoriais. Por tanto, assim como no caso do shiitake, as "sementes" devem ser obtidas "sementes" de qualidade. A inoculação deve ser feita num local limpo e desinfetado com pouca movimentação de ar.

Incubação ou colonização: é o período correspondente ao desenvolvimento do micélio. Deve ser feita em local sombreado ( 70 a 95 % de filtragem de luz solar ), ventilado e próximo de água. Pode ser um bosque ou uma cobertura "rede de sombra". Os toros devem ser dispostos horizontalmente de preferência (pois assim deve se perder menos humidade), empilhando-os como numa "fogueira de São João" ou "capelas", deixando sempre um espaço entre um toro e outro para ventilar.

A partir deste momento as "capelas" devem ser regadas todos os dias exceto nos dias chuvosos, para manter a humidade das toras em 40 a 45 % e, do ar 70 a 75 %. Em épocas mais secas devem ser regadas mais vezes ao dia para evitar rachaduras na casca e cerne.

Choque para a frutificação: haverá um momento próximo ao final da colonização que aparecerão na casca, pequenas formações parecida com pipocas (os primórdios), e alguns cogumelos esporádicos. Entendemos então que os toros estarão prontos para iniciar a produção e que para o crescimento simultâneo induziremos por intermédio de choques, que serão: Térmico, de humidade, de gás carbônico e mecânico. Para isso basta deixar os toros submersos em água (quanto mais fria melhor o resultado), por 12 a 72 horas, depois com auxilio de um martelo provocar um forte impacto despertando a formação dos primordios.

Produção: depois do choque, colocar os toros em pé encostada em uma parede, deixando uns 10 cm de espaço entre as toras. Esses espaços serve para que os cogumelos possam crescer.

A partir do final dos choques, deve-se cessar as regas, mas mantendo o chão sempre húmido. Aguardar 7 a 14 dias para que os cogumelos comecem a aparecer. As condições para que tenha inicio a frutificação é : humidade relativa 95 % ; temperatura do ar de 15 a 20 C; iluminação 10 lux, pouca ventilação. Condições ideais para que os cogumelos cresçam saudáveis: humidade relativa 85 a 90%; temperatura do ar entre 15 a 20 C; bastante ventilação.

Colheita: quando o chapéu estiver com diâmetro de 3 a 5 cm podem ser colhidos, isto não significa que os cogumelos maiores ou menores sejam impróprios para o consumo. Para colher basta torcer a base do pé do cogumelo e puxar para cima.

Repouso: após a colheita, re-empilhar as toros, e voltar a rega-las regularmente como na incubação, por mais ou menos 2 meses até que apareçam novamente os primórdios, que indicam o momento de um novo choque. Esse procedimento deverá ocorrer por mais 5 a 10 vezes até que o Shiitake esgote todos os nutrientes do toro, ou até que a casca se perca totalmente. Dependendo do diâmetro do toro, esse esgotamento de nutrientes levará de 4 a 5 anos.



José Lopes
Administrador Geral

Masculino Mensagens: 221
Data de inscrição: 20/06/2012
Idade: 41

http://forumdashortas.criarforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cultivo de cogumelos em troncos

Mensagem por João Paulo em Ter Jan 08, 2013 10:36 am

Muito bem, grande explicação.
Obrigado

João Paulo
Hortelão Iniciado

Masculino Mensagens: 4
Data de inscrição: 08/01/2013
Idade: 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cultivo de cogumelos em troncos

Mensagem por brunojvs em Qui Mar 21, 2013 11:52 am

bom dia, estou a pensar iniciar me na produçao de cogumelos em estufa shitake, e dirigi me a uma associaçao para tratar do projeto, mas eles nao tratam dos orçamentos, e neste momento encontro me com dificuldades nos orçamentos q são necessarios, vem com a que empresas pedir, seria possivel ajuda nesse sentido?

sem mais atenciosamente,

Bruno Soares

brunojvs
Hortelão Iniciado

Masculino Mensagens: 1
Data de inscrição: 21/03/2013
Idade: 27

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum